Aprenda a Investir no Tesouro Direto de uma maneira Simples!

Tesouro Direto

Se eu perguntar para você: Qual é o investimento mais seguro hoje no Brasil? Você muito provavelmente irá responder que é a Poupança. Felizmente irei dizer que você está errado! A poupança não é o investimento mais seguro que temos hoje.

Você pode não acreditar, mas realmente não é a poupança. O investimento mais seguro hoje no Brasil é o Tesouro Direto.

O mais incrível é que o Tesouro direto é mais seguro que a poupança, tem quase o dobro da rentabilidade da poupança, e ainda assim as pessoas continuam investindo na poupança! Irei explicar a seguir e tentar convencê-lo.

Isso ocorre simplesmente pela falta de informação. Esse é um dos maiores problemas do brasileiro, não se interessar e não correr atrás de informações.

Mas se você está lendo este artigo, é pelo fato de que quer mudar esse conceito, pelo menos para você mesmo. Então irei ajudá-lo, informando você de um investimento de verdade, que é o mais seguro do Brasil com uma rentabilidade atrativa.

Tesouro Direto: O que é?

tesouro Direto

O conceito de o que é o Tesouro Direto é muito mais simples do que parece. Primeiro irei explicar o motivo de o Tesouro Direto ser mais seguro que a Poupança.

Como já expliquei no artigo sobre fugir da poupança, quando você coloca suas economias numa caderneta de poupança, nada mais é do que emprestar dinheiro para o banco. Investir no Tesouro Direto, nada mais é do que emprestar dinheiro para o governo brasileiro.

A segurança aqui se torna fácil de ser identificada. Se o banco onde você tem a caderneta quebrar, você perderá o dinheiro, mas em contrapartida, você tem o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) que irá devolver até R$ 250.000,00 do seu dinheiro em caso de falência do banco.

Já o Tesouro Direto você só perderá o dinheiro caso o Brasil quebrar. Tudo bem, com a atual política e economia brasileira que vemos nos jornais e TV assusta, pensando nessa possibilidade. Mas essa é uma realidade não muito próxima, ainda não chegamos nesse ponto.

Além disso, o Brasil tem uma vantagem muito grande que nenhum banco tem. Se o vencimento de um dos títulos do Tesouro Direto estiver muito próximo, e o Brasil não tiver dinheiro para pagar todos os credores, o governo tem uma saída que poderá salvá-lo.

A saída é muito simples. Basta emitir mais títulos públicos.

Parece simples até demais para ser verdade, não é? Mas é isso que acontece. O governo simplesmente “empurra com a barriga” o valor título com mais títulos. Logicamente, o Brasil não deixa para pagar os títulos somente na data de vencimento. Ao longo do tempo, ele vai amortizando a dívida.

Porém, esta é uma vantagem que os bancos não podem usufruir. Todos os bancos te um determinado grau de alavancagem (usar dinheiro que não é deles para fazer operações) e são fiscalizados regularmente para que não ocorram problemas desse tipo.

Quais são os Títulos do Tesouro Direto?

tesouro direto

O Tesouro Direto conta com alguns títulos públicos que procuram seguir diferentes índices da economia, buscando a aumentar o número de opções dos investidores. Nós devemos aprender a utilizá-los a nosso favor, entendendo como cada um funciona, e qual a melhor hora de investir neles. Vamos ver a seguir os índices um por um.

 

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um dos investimentos do Tesouro Direto mais conhecido, além de ser o investimento “livre de risco” do Brasil. Este ativo financeiro, como o nome já sugere, tem como objetivo seguir a rentabilidade da taxa SELIC, a taxa básica de juros do país.

O Tesouro Selic tem uma enorme vantagem por ser o ativo mais seguro do Brasil, mas, além disso, ela conta com outra vantagem muito grande: é um ativo com pouca volatilidade, ela não terá uma rentabilidade negativa.

Nos mesmos moldes da poupança, você sempre irá ter uma rentabilidade positiva, e todos os dias seu patrimônio irá aumentar.

A maior vantagem é que se você precisar sacar seu dinheiro com urgência, você não irá perder dinheiro. Apenas irá gastar um pouco mais de Imposto de Renda, que veremos daqui a pouco como funciona.

Portanto, para resumir, as maiores vantagens deste ativo é ser o ativo mais seguro que você pode fazer, e poder sacar o dinheiro a qualquer hora sem perder dinheiro por sacar antes do vencimento do título.

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é mais simples de ser entendida do que o Tesouro Selic. Como o próprio nome já sugere, a rentabilidade é prefixada. Isso significa que no momento que você faz a compra você já sabe o quanto vai ganhar na data de vencimento.

Por isso que é mais simples. A taxa acordada na hora da compra será o que você ganhará. A taxa que é negociada é baseada na SELIC, mas apenas para fazer o cálculo na hora da compra.

Diferente do Tesouro Selic, que você pode sacar o dinheiro em caso de emergência sem perder a rentabilidade, no Tesouro Prefixado você infelizmente pode perder dinheiro caso precisar retirar o dinheiro antes do tempo.

Mas acalme-se, se você esperar até a data do vencimento você irá retirar o valor acordado na compra sem perda nenhuma. Isso é garantido.

Se você precisar sacar antes do vencimento que poderá perder dinheiro, ou até mesmo, ganhar mais do que a taxa acordada.

Para ficar mais fácil de entender o motivo dessa volatilidade, irei resumir o máximo possível. O importante é entender e saber que a rentabilidade do Tesouro Prefixado é volátil ao longo do tempo, mas no final da data de vencimento renderá o acordado.

O valor será alterado ao longo do tempo variando, numa correlação negativa, com a taxa SELIC.

Ou seja, isso significa que se a SELIC aumentar, o preço do Prefixado cairá, ocasionando na desvalorização. Se a SELIC diminuir, o preço aumentará, fazendo com que o seu investimento cresça.

Essa é a forma mais simples de explicar o básico, que você precisa entender caso você queira vender antecipadamente.

Lembrando novamente que se segurá-la até a data de vencimento renderá o que foi acordado.

Tesouro IPCA

O terceiro título que vamos conhecer é o Tesouro IPCA. Este título é atrelado ao IPCA (índice que mede a inflação) e por isso é um dos títulos mais importantes para quem pensa no longo prazo.

Essa é uma das melhores formas de se proteger para o futuro.

Investindo nesse ativo, você irá garantir o seu poder de compra para o futuro, além de ganhar uma taxa adicional.

Ativos atrelados à inflação são de grande importância. Aqueles que estão mais preocupados com a aposentadoria (se você não está, deveria pensar melhor) tendem a procurar este título, exatamente pelo fato de que o Tesouro IPCA “garantirá” seu pode de compra no futuro, além de ganhar uma taxa de rentabilidade real.

Você já ouviu a frase “dinheiro ontem não é o mesmo que hoje”? Ela faz total sentido, e não podemos esquecer-nos disso. Essa é a importância do Tesouro IPCA. Essa frase é verdadeira exatamente por causa da inflação. Por isso, receber uma rentabilidade que segue a inflação além de ganhar uma taxa real, é importantíssimo para que tenhamos dinheiro para manter nosso padrão de vida no futuro.

Existem 2 opções para compra do Tesouro IPCA.

Existe o Tesouro IPCA e o Tesouro IPCA Com Juros Semestrais. A única diferença entre as duas é a questão do pagamento dos juros.

O Tesouro IPCA será pago todo o montante no vencimento. Somente na data acordada você receberá o seu valor investido.

Já O Tesouro IPCA Com Juros Semestrais, como o nome sugere, o governo pagará semestralmente os juros para você, como forma de amortizar o pagamento da dívida. Dessa forma, de 6 em 6 meses você receberá parte do que foi investido e na data de vencimento receberá um valor menor que receberia na NTN-B Principal.

Este caso também conta para o Tesouro Prefixado Com Juros Semestrais! Funcionam da mesma forma.

Qual dos 2 é melhor? Depende da sua estratégia.

Veremos melhor como comprar cada uma mais pra frente.



 

Investindo no Tesouro Direto

O primeiro passo é abrir sua conta numa corretora, caso ainda não tenha uma, leia este artigo para aprender como abrir. Pare de investir com bancos hoje mesmo!

Segundo passo é acessar o site do tesouro direto. Para acessar diretamente o link que irá nos interessar neste momento, clique aqui.

Vamos entender um por um.

Comprando Tesouro SELIC

como_investir_no_tesouro_direto

Vamos começar pelo Tesouro SELIC. Não existe muitos mistérios. O vencimento dela será para 01/03/2021 Nesta data o valor cairá automaticamente na sua conta. A taxa que está 0,00% é apenas a taxa de ágio/deságio, será sempre de 0,00% até 0,02%. Não se preocupe com essa taxa no caso do Tesouro SELIC, o que você irá receber de rentabilidade será a SELIC, conforme conversamos.

Ao lado nós vemos o preço base do título.

A compra mínima que podemos fazer é de 1% do valor do título. Basta então calcular 1% do valor para saber qual o mínimo que você pode ivnestir.

Lembrando que esta regra vale para todos os títulos.

Quando comprar?

Toda hora é hora de comprar Tesouro SELIC. É um investimento que podemos comprar sem medo. O risco é baixíssimo e a rentabilidade justa, compatível com o risco.

Dependerá exclusivamente da sua estratégia.

Comprando Tesouro Prefixado

Pela tabela, temos mais de 1 Tesouro Prefixado para compra. O que altera entre as 2 é:

  • Vencimento;
  • Rentabilidade;
  • Valor de Compra.

Estes são os 3 itens que diferem uma da outra. Com isso você deverá avaliar o que será melhor para você. Se valerá mais a pena um investimento que fique 1 ano a mais com o dinheiro parado, mas você poderá comprar com uma rentabilidade maior, ou se você prefere sacar o dinheiro antes e com isso sacrificar uma parte da rentabilidade.

Todo ano é lançado um Tesouro Prefixado com um novo vencimento. Fique atento.

Quando comprar?

Pessoalmente, gosto de todo ano comprar.

Essa é minha estratégia pessoal, uma forma de garantir uma taxa fixa, independente do cenário econômico que enfrentaremos.

Se você acompanha as notícias e entende um mínimo de economia, você pode ver quanto o mercado está propício a aumentar ou diminuir a taxa SELIC.

Se o governo está propício em diminuir a taxa SELIC para os próximos anos, você deve comprar Tesouro Prefixado.

Agora, se o governo está planejando aumentar a taxa SELIC, você não deve comprar Tesouro Prefixado, e sim Tesouro SELIC.

Comprando Tesouro IPCA

Primeiramente, na tabela é demonstrado apenas a rentabilidade real do Tesouro IPCA. Não se assuste em ver a tabela e pensar: “O IPCA rende só 5% enquanto o Prefixado rende 10%? Pra que existe esse IPCA então?” Não é bem assim.

A taxa que nós enxergamos na tabela não conta a inflação, que essa sim será variável no tempo. Portanto você irá comprar o título recebendo perto de 5% + a inflação do período. Neste caso, digamos que a inflação seja de 5%, você receberia 10% de retorno.

O Tesouro IPCA são os investimentos com os prazos mais longos, realmente para quem quer pensar no longo prazo, muitas vezes, na aposentadoria. Principalmente porque temos títulos que vencem apenas em 2050, rendendo a inflação (que irá proteger seu capital) além de render uma taxa real anual.

Quando comprar?

É uma letra que leva muito em conta seu planejamento para longo prazo. Você deverá comprar uma quantia que será reservada para o longo prazo e que você não tem pretensão de mexer nesse valor até o vencimento.

Portanto verifique muito bem seu planejamento. Não é um título indicado para comprar e em caso de necessidade, sacá-lo. Se necessitar de um título para emergências, é melhor manter seu dinheiro no Tesouro SELIC.

Se você acompanhar o mercado e a economia, veja as notícias sobre a Inflação. Se a inflação está para aumentar no Brasil, compre mais Tesouro IPCA.

Tributação no Tesouro Direto

Uma questão importante e que devemos levar em consideração é a tributação.

Infelizmente, pagamos sim Imposto de Renda sobre nossos lucros no Tesouro Direto, conforme a tabela a seguir:

Tesouro Direto

Por isso, o aconselhável é manter sempre o título por no mínimo 2 anos, que então você pagará o menor valor de imposto de renda possível. Se for comprar Prefixado e IPCA, com a premissa de que você não irá mexer nesse dinheiro até o vencimento, não precisa nem se preocupar com isso.

Mas o Tesouro SELIC é um investimento que podemos fazer para sacar no curto prazo. Por isso fique atento para não pagar IR de graça para o governo.

IMPORTANTE: Um fator de extrema importância é que essa tabela vale também para os cupons que você receberá, caso invista nos Tesouros que rendem Juros Semestrais! Lembre que existem datas fixas para o pagamento destes cupons, consequentemente, irá ser reduzido do valor cupom pago no semestre, até o título completar 2 anos!

Conclusão

Bom, vimos todos os conceitos básicos para investir no Tesouro Direto. Conhecemos os principais títulos públicos a nossa disposição, os quais são:

  • Tesouro SELIC
  • Tesouro Prefixado
  • Tesouro Prefixado Com Juros Semestrais
  • Tesouro IPCA
  • Tesouro IPCA Com Juros Semestrais

Verifique muito bem qual a sua estratégia de investimentos. Separe sempre um valor que será necessário em caso de emergência, e deposite num título que você poderá sacar a qualquer momento. Não esqueça de que poupança não é um investimento! Leia este artigo e aprenda mais.

Num primeiro momento não se preocupe correndo atrás da melhor rentabilidade! Procure sempre poupar todos os meses que é muito mais importante!

Não se esqueça de colocar o Tesouro Direto na sua carteira. Nós sempre precisamos pensar no nosso futuro e segurança. Como o investimento mais seguro no Brasil hoje é o Tesouro Direto vale muito a pena alocar uma parte dos seus recursos nele, para ter a garantia que contará com esse valor no futuro.

The following two tabs change content below.
Pós-graduado em finanças pela Fundação Getúlio Vargas e bacharel em Administração. Consultor Financeiro Pessoal, ajudando diversas pessoas a melhorar sua vida financeira, é estudante e atuante no mercado financeiro desde 2010.