Você Precisa Deixar de ser Resiliente

 

Resiliência, uma palavra que foi adicionada nos últimos anos ao nosso vocabulário. Já se tornou comum no dia a dia. Ouvimos repetidamente que precisamos nos tornar resilientes. Porém, em breve, ser somente resiliente não bastará. Logo, resiliência se tornará algo ultrapassado e seremos apresentados ao antifrágil.

Por isso que a minha primeira dica é que você abra o word, escreva antifragilidade e antifrágil, clique com o botão direito nas palavras e selecione “Adicionar ao Dicionário”. Ela deverá se tornar comum para você.

O que é antifrágil? Vou começar a explicar com uma pergunta.

Qual é o oposto de frágil? A maioria das pessoas responderiam robusto ou resiliente.

Porém, essas palavras não são o oposto de frágil. Simplesmente pelo fato de caso um objeto frágil cair no chão, quebrará. Se um objeto robusto ou resiliente cair no chão ele permanecerá o mesmo, sem pioras e sem melhoras.

Para ser o contrário de frágil, quando o objeto cair no chão, ele deve se tornar melhor do que era antes. Dessa maneira que o genial Nassim Taleb cria o termo antifrágil no livro Antifrágil: Coisas que se beneficiam com o caos.

O conceito de antifrágil é simples. Pense em alguma coisa que se beneficiará quando ocorrer algum evento que traga desordem, medo, ameaça ou algum outro adjetivo que lembre de algo como o caos.

É difícil de pensar em algo antifrágil. Não é algo comum. Daqui a pouco vou citar alguns exemplos.

Mas antes de citar alguns exemplos, eu preciso te apresentar um outro termo criado também pelo Nassim Taleb. Os Cisnes Negros.

Há muito tempo atrás, era normal as pessoas usarem a expressão Cisne Negro para algo que nunca iria acontecer.

– “Vou te pagar aquela dívida quando existir um cisne negro!”

Era o equivalente a falar “vou te pagar no dia 30 de fevereiro”.

Acontece que nas primeiras expedições para a Austrália, ficou comprovada a existência de cisnes negros.

Bastou a existência de um cisne negro para derrubar toda uma crença.

Nesse termo que Nassim Taleb nos apresenta, Cisne Negro é algo que nós nunca esperamos que vá acontecer.

Nós achamos impossível que vá ocorrer um determinado evento e por isso, nunca nos preparamos para os Cisnes Negros.

Alguns exemplos:

  • surgimento da internet;
  • atentado das torres gêmeas;
  • a ascensão de Hitler;
  • delação de um grande empresário com gravações de corrupção do presidente;
  • Facebook, Uber, Airbnb.

Só alguns exemplos macros dos milhares existentes.

Ainda pode existir Cisnes Negros dentro de situações específicas. Como por exemplo um jornalista de grande reputação emitir uma crítica muito forte sobre algum filme.

Isso pode ser um Cisne Negro dentro do mundo cinematográfico.

E qual a razão de eu estar explicando e falando sobre Cisnes Negros?

Pelo simples fato de que eles existem e são muito mais comum do que imaginamos. Além de ser fundamental nos tornamos antifrágeis diante deles.

E como devemos encará-los? Simplesmente rezando para que nunca aconteça? Pensar que nada poderá nos abalar?

A forma que nos encaramos esses Cisnes Negros é que definirá nosso caminho.

Se você for resiliente, passará pelos Cisnes Negros como a mesma pessoa que era antes. Poderá haver alterações mínimas, mas imperceptíveis na maioria das vezes.

Agora, se você é antifrágil, sairá mais forte depois de enfrentar um Cisne Negro. Você não vai se importar com esses acontecimentos. Saberá que sairá mais forte.

Para facilitar o entendimento de Cisnes Negros e antifragilidade, deixa eu te apresentar alguns exemplos do que seria frágil, resiliente e antifrágil diante de alguns Cisnes Negros.







Ficou um pouco mais claro agora para entender o que é a antifragilidade.

Quem não entende o conceito de antifragilidade, acaba focando somente em se tornar resiliente.

O problema é que quando nos tornamos apenas resilientes, corremos o risco de nos acomodar e achar que Cisnes Negros nunca acontecem.

É nesse momento que viramos o “peru”.

O peru, desde o seu nascimento, é criado e tratado pelos seres humanos.

Para ele, a vida é maravilhosa. Ganha comida de maneira recorrente e facilmente.

Ele é alimentado durante 999 dias até que no milésimo dia, que tinha tudo para ser mais um dia que ele receberia comida como os outros 999, ele acaba virando o jantar de ação de graças nos EUA.

Pense em quantas pessoas vivem como o peru.

Quantas pessoas acham que vivem no comodismo da sua estabilidade no trabalho, até que num certo dia essa pessoa é demitida. Era para ser só mais um dia no trabalho, como era o milésimo dia de vida do peru.

Quantas pessoas dirigem sem o cinto de segurança, até um motorista embriagado bater de frente com ele. Era só mais um dia como os outros 999 dirigindo sem cinto.

Não seja um peru. Verifique pontos da sua vida pessoal e financeira onde você possa estar sendo o peru e modifique.

Para te ajudar em todo o processo de como se tornar antifrágil, resumi o que acredito ser as 4 principais lições de Nassim Taleb que serve de utilidade para todos nós.


Está gostando do artigo? Que tal entrar na lista VIP do Economizar e Investir? Só deixar aqui embaixo para receber todas as novidades!

privacy Odeio spam tanto quanto você.


Lição Antifrágil 1 – Erros.

O antifrágil aprecia os pequenos erros. O frágil abomina qualquer tipo de erro, que pode acabar lhe causando um grande estrago.

Para facilitar, vamos tomar como exemplo o Governo Federal e o Vale do Silício.

O Governo Federal tem medo de qualquer erro que possa acontecer em todo seu processo estrutural. Imagina se ocorre algum simples erro no orçamento? Ou nas políticas sociais?

Será uma catástrofe, o governo perderá confiança, perderá aliados e sofrerá consequências.

Imagine agora no Vale do Silício. Lá, os erros são apreciados. Eles servem de exemplos para que outras pessoas não voltem a cometê-los, ou até mesmo, inicie projetos baseado nos erros dos outros.

Eles transformam o erro em algo comum. Com isso, eles acabam transformando todo o ambiente preparado e propício para erros.

Quando acontece um Cisne Negro nesse ambiente? Quando ocorre um grande acerto, como a criação do Facebook, do Uber ou do Airbnb.

Eles fazem dos acertos os Cisnes Negros, tornando todo o meio ambiente propício para o desenvolvimento acelerado.

Então aprenda a apreciar os pequenos erros na sua vida e nos seus investimentos.

Estes pequenos erros servirão como um aprendizado enorme para que você se proteja cada vez mais deles. Se você não está acostumado aos pequenos erros, você não estará pronto para enfrentar os grandes erros.

Dessa maneira, qualquer Cisne Negro que aparecer na sua vida será uma catástrofe.

Lição Antifrágil 2 – Aleatoriedade.

O antifrágil aprecia e gosta da aleatoriedade. Ele sabe que a aleatoriedade nos prepara para os Cisnes Negros.

Num ambiente onde não há aleatoriedade (ou volatilidade), quando ocorre um Cisne Negro o efeito é devastador. Mas quando ela está presente, as consequências dos Cisnes Negros são muito menores.

Caso você não aprecie vivenciar a aleatoriedade, você precisa ter o conhecimento que qualquer Cisne Negro que apareça poderá ser um soco na boca do estômago!

Pense em um supervisor de uma multinacional e um motorista de taxi.

O supervisor tem a garantia de sua estabilidade, pois todos no trabalho o adoram e ele presta um ótimo serviço para a empresa. Tem todo mês seu salario garantido.

O motorista de taxi nunca sabe quanto vai ganhar no final do dia. Todo dia ele tem que batalhar, podendo somente estimar o quando ele vai ganhar, devido ao histórico.

Pense agora num Cisne Negro na vida profissional de cada um.

O supervisor é demitido, fica sem saber o que fazer, pois perde sua única fonte de renda.

Para o taxista, nasce o Uber, que diminuirá muito sua receita por conta da concorrência.

Se os dois tiverem a mesma educação financeira quem você acha que estará mais preparado?

  • O motorista de taxi que era obrigado a sempre guardar uma reserva para dias que ele não conseguisse nenhuma corrida;
  • Ou o supervisor que já gastava antecipadamente o seu salario pois sabia que depois de 30 dias receberia o mesmo valor?

É claro que o supervisor pode fazer sua reserva financeira e estar preparado para estes momentos. Basta se planejar bem financeiramente.

Mas quem você acha que deverá estar mais preparado?

Por isso que a volatilidade é amiga do antifrágil e devemos sempre procurar entender como ela está presente na nossa vida.

O ser humano tem a mania de tirar toda a volatilidade possível da vida, mas é a volatilidade que nos fazer crescer.

Nossos ancestrais estavam acostumados a ficar 2 dias sem comida e ainda ter que batalhar com animais para poderem se alimentar, mesmo famintos.

Hoje, como retiramos a volatilidade de ter comida ou não, a maioria das pessoas que passam seis horas sem se alimentar começam a sentir sintomas de dores de cabeça, cansaço, dores no estômago, entre outros.

A diferença entre nossos ancestrais (prontos para a guerra mesmo com fome) e a da nossa sociedade hoje (enfraquecimento e falta de disposição) na falta de comida se deu pela retirada da volatilidade.

Por isso que ela nos faz bem. Nos deixa preparados para os Cisnes Negros, que neste caso, seria a falta de comida.

Lição Antifrágil 3 – Riscos.

Essa é uma das principais lições. O antifrágil não liga para calcular os riscos.

O antifrágil simplesmente não perde tempo com os riscos.

Não se preocupa em saber qual o percentual de chance de perder todo o valor num investimento.

Não se preocupa em calcular quais são as chances de seu negócio falir.

Não se preocupa em calcular qual o percentual de chance em ser atropelado por um ônibus e ficar paraplégico.

Ele se preocupa em imaginar qual é o pior cenário se algo de muito ruim acontecer. Pensando nesse pior cenário, qual a melhor forma de se proteger dele e como ele poderá sair mais forte caso isso aconteça.

Ele não perde tempo calculando quais são as chances de ser atingido por um raio, ser atropelado ao atravessar a rua, ser atingido por uma bala perdida, etc.

Simplesmente pense no pior cenário que pode acontecer e se proteja dele. Pense: qual seria o pior cenário ao ser atingido por um raio ou atropelado por um carro? Agora, como você pode sair mais forte caso isso aconteça?

Foque sempre nos resultados e consequências. Não tente adivinhar o futuro.

Lição Antifrágil 4 – Apreciar o Caos.

Precisamos entender que existe coisas que apreciam o caos e existem coisas que o detestam.

Nassim Taleb separa tudo em duas simples formas: gatos e máquinas de lavar.

O gato representa o biológico, que exposto a agentes estressores (que podem ser Cisnes Negros) vão sair mais fortes, dependendo destes agentes estressores.

Por exemplo: a vacina. Nos injetam uma substância, que nos faria muito mal em grande escala, mas exatamente por nosso corpo ser antifrágil, ele se prepara e fica mais forte para enfrentar uma quantidade maior dessa substância.

Bem como na academia. Quando mais força utilizamos, mais nos esgotamos e estressamos nossos músculos, melhores serão os resultados.

Já a máquina de lavar, que representa tudo não-biológico, é o contrário. Na existência de um agente estressor, o maquinário vai de desgastando e perdendo sua durabilidade e resistência.

Exatamente por conta disso que devemos identificar o que aprecia o caos e o que de desgasta com o caos. Nem tudo na vida pode ser antifrágil.

O importante é entender que nós nascemos antifrágeis. Nascemos apreciando o caos, a aleatoriedade, a volatilidade, o inconformismo.

Quando se trata de nossos investimentos, devemos pensar da mesma forma.

Trazer essa antifragilidade para os investimentos é algo essencial.

Você só estará protegido de todos os Cisnes Negros se entender como funciona a antifragilidade nos seus investimentos.

Sempre existirá Cisnes Negros no mercado financeiro. E ninguém conseguirá dizer quando vão aparecer.

Importante lembrar que a volatilidade serve para que os Cisnes Negros não tenham um efeito muito grande.

Um exemplo clássico é o mercado de ações. O mercado de ações é conhecido pela sua volatilidade.

Com as gravações de Michel Temer, o mercado chegou a cair -10% em algumas horas. Depois de alguns dias subiu próximo de 2%.

Essa volatilidade faz com que o mercado de ações esteja preparado para os Cisnes Negros. Eles sempre irão acontecer, mas o impacto será sempre menor do que outros investimentos sem volatilidade.

É um mercado que está acostumado com os Cisnes Negros.

Agora imagine um mercado que raramente vê um Cisne Negro.

Exemplo: a poupança. Não existe volatilidade na poupança, somente uma pequena diferença de um mês para outro pela Taxa Referencial.

Quando ocorrer algum Cisne Negro na poupança, o efeito vai ser devastador. Como por exemplo, o congelamento da poupança na era Collor.

Entendendo o que é volátil, entendendo como você pode ser prejudicado em casos de Cisnes Negros, você deve tomar decisões para se proteger.

Para o mercado de ações, nós temos alguns tipos de proteção contra estas quedas drásticas.

Algumas delas são: dólar, ouro e mercado de opções.

O dólar é uma ótima forma de proteção contra o iBovespa, principalmente pela correlação entre dólar e bolsa.

O mercado de opções poderá servir como um seguro. É uma ótima forma de proteção que vai tornar a sua carteira antifrágil.

Neste mesmo dia em que ocorreu o circuit breaker na bolsa (bolsa caindo -10% no dia), existiam algumas opções que estavam subindo +770%.

Ou seja, enquanto haviam milhares de acionistas perdendo -20% nas ações do Banco do Brasil no dia 18/05/17, alguns desses investidores, os antifrágeis, estavam lucrando +770% pela compra desse seguro.

Estes seguros só existem graças a volatilidade do mercado. Esse tipo de investimento não existe para um CDB ou poupança.

Reforçando: nunca tente prever quando acontecerá um Cisne Negro. Se existe muitos indícios que um novo Cisne Negro está surgindo, ele já não é mais um Cisne Negro.

O antifrágil não perde tempo tentando prever quando acontecerá o próximo caos e quais as probabilidades de ocorrer tal fato.

O antifrágil tem consciência de que Cisnes Negros ocorrerão. Não se sabe quando, nem como, nem o estrago que fará. Ele simplesmente se prepara para o pior cenário que pode acontecer.

Isso serve para todos os aspectos da vida. Principalmente para as finanças.

Se você quiser entrar mais ainda no mundo dos Cisnes Negros e da antifragilidade, te indico os dois livros de Nassim Taleb.

Grande abraço!

The following two tabs change content below.
Pós-graduado em finanças pela Fundação Getúlio Vargas e bacharel em Administração. Gestor Financeiro da High Stakes Academy e Consultor Financeiro Pessoal, ajudando diversas pessoas a melhorar sua vida financeira. Estudante e atuante no mercado financeiro desde 2010.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta